Todos os posts, Viagens pela Itália

Conheça um jeito diferente de fazer turismo na Itália

02 jan 2018  |  0 comentários

O Slow Tourism é um tipo de viagem tranquila oposta ao turismo de massa cuja idéia central é conhecer diversas atrações no mesmo dia. Slow tourism, que traduzimos livremente para português como turismo lento, é quase que uma filosofia que visa divulgar um turismo sustentável e responsável para proteger os destinos turísticos promovendo o envolvimento e participação de viajantes, comunidades locais e empresas de turismo. Surge na onda do movimento slow no mundo e convida os viajantes a entrarem em contato com lugares para conhecê-los, viver e experimentá-los, ao mesmo tempo que promovem sua proteção como patrimônio de valor inestimável, como riqueza preservada para o bem-estar comum.

A idéia é que com esse tipo de turismo sejam promovidas viagens e itinerários capazes de criar fortes conexões com o território, mesmo em locais que não são tão comumente conhecidos e visitados por turistas, nos quais recursos naturais e culturais podem ser descobertos para criar novas experiências. Valoriza-se a a interação entre residentes e viajantes que respeitem a diversidade natural e cultural facilitando a adoção da políticas de acolhimento, que promovem a melhoria contínua da atratividade dos territórios rurais e urbanos em um contexto de crescimento social sustentável e proteção ambiental.

O Movimento Lento defende uma mudança cultural para abrandar o ritmo da vida e o precursor foi o slow food, lembram-se?

A Itália quer se firmar como o modelo, coração e guia para o desenvolvimento deste tipo de turismo.

Pensando nisso, o Ministro da Cultura e do Turismo na Itália, Dario Franceschini anunciou em novembro passado que 2019 será o ano do “slow tourism” no país. No lançamento do movimento, que foi marcado pelo lançamento de um site, o ministro explicou que “cada vez mais pessoas saem para uma viagem à procura de muito mais que apenas férias” e acrescentou que o programa foi criado para pessoas que desejam ter uma experiência autêntica na Itália, mergulhando lentamente na herança da arte, boa comida, paisagem e espiritualidade, que são o caráter original e a essência da Itália.

O Slow Tourism para ser compreendido em sua totalidade deve ser pensados em seis dimensões:

Tempo, Lentidão, Contaminação (Deixe-se contaminar pelo clima e energias locais), autenticidade, sustentabilidade e emoção!

Na Itália, Toscana e Umbria são as regiões precursoras neste tipo de turismo. E você? Está preparado para esse novo conceito de viagem?

 

Arriverderci!

Restaurantes com Certificação Italiana no Brasil
Cidadania italiana na Itália: fazer sozinho ou contratar assessoria?